3 de mar de 2011

Quero não, posso não. Obesidade? Quero não!

Um levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia mostra que 59,4% dos paulistanos estão acima do peso. O estudo ainda indica que 39,7% dos entrevistados se mantêm na faixa de peso considerada saudável, mas grande parte destes se encontra na área limítrofe de referência. A pesquisa foi feita com amostragem de 250 pessoas no fim de 2010.
O Brasil tem cerca de 18 milhões de pessoas consideradas obesas. Somando o total de indivíduos acima do peso, o montante chega a 70 milhões, o dobro de há três décadas.


Mas o que é a Obesidade?
obesidade é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal no indivíduo. Para o diagnóstico em adultos, o parâmetro utilizado mais comumente é o do índice de massa corporal (IMC).

O IMC é calculado dividindo-se o peso do paciente pela sua altura elevada ao quadrado.  É o padrão utilizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que identifica o peso normal quando o resultado do cálculo do IMC está entre 18,5 e 24,9. Para ser considerado obeso, o IMC deve estar acima de 30.

Se quiser utilize a calculadora de IMC na coluna direita do blog e saiba se seu peso está adequado  >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>


Veja a Interpretação do IMC
IMCClassificaçãoObesidade (grau)
Menor que 18,5Magreza0
Entre 18,5 e 24,9Normal0
Entre 25,0 e 29,9SobrepesoI
Entre 30,0 e 39,9ObesidadeII
Maior que 40,0Obesidade GraveIII


A obesidade é fator de risco para uma série de doenças. O obeso tem mais propensão a desenvolver problemas como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, entre outras.
São muitas as causas da obesidade. O excesso de peso pode estar ligado ao patrimônio genético da pessoa, a maus hábitos alimentares ou, por exemplo, a disfunções endócrinas. Por isso, na hora de pensar em emagrecer, procure um profissional nutricionista.
Veja algumas dicas para emagrecer ou para evitar a obesidade:


1. Coma diversos tipos de alimentos em, pelo menos, três refeições diárias: café da manhã, almoço e jantar
2. Use alimentos locais, tais como arroz, feijão, farinhas, pão e leite, como base de suas refeições
3. Coma sempre frutas e verduras da época
4. Use carnes, sal e açúcar, em quantidades moderadas
5. Utilize óleo vegetal no preparo da comida e diminua o consumo de gorduras animais
6. Tome, diariamente, bastante água
7. Prepare sempre a alimentação com bastante higiene
8. Mantenha o seu peso, controlando a ingestão de alimentos e fazendo exercício físico
9. Faça das refeições um encontro agradável
10. Coma melhor e gaste menos
Fontes: Agencia Brasil via Estadão.
Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia 





Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

2 comentários:

Cintia disse...

Muito legal esta matéria parabéns!!!

Valquíria disse...

O óleo de soja tem menos colesterol que o de canola?
è bom p/ emagrecer?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...